× AUDIBMWCITROENCHEVROLETFORDFIATHONDAHYUNDAIMERCEDES BENZMITSUBISHINISSANPEUGEOTRENAULTTOYOTAVOLVOVOLKSWAGEN

Dodge Challenger R/T apreendido vira viatura da Polícia Federal

Quinta Marcha
Quinta Marcha
Admin
Mensagens : 425
Data de inscrição : 08/03/2019
http://quintamarcha.forumeiros.com
05112019
Dodge Challenger R/T apreendido vira viatura da Polícia Federal

Dodge Challenger R/T apreendido vira viatura da Polícia Federal Dodge-10

Cupê esportivo será usado por policiais de Foz do Iguaçu, na fronteira com o Paraguai

Apreendido em operação de combate ao tráfico internacional de drogas em abril de 2017, o Dodge Challenger R/T que você vê nessas imagens é o mais novo integrante da frota de viaturas da Polícia Rodoviária Federal do estado do Paraná.

Dodge Challenger R/T apreendido vira viatura da Polícia Federal Dodge-13


Ano-modelo 2010 e equipado com motor 5.7 V8 de 370 cv, o modelo foi cedido à PRF pela Justiça Federal de Umuarama (PR) e caracterizado com o mesmo padrão visual dos demais veículos usados pela corporação, o que inclui adesivos de identificação e logotipos específicos. O esportivo será utilizado em Foz do Iguaçu, na região da fronteira com o Paraguai.

Neste primeiro momento, a PFR explica que cupê será utilizado prioritariamente em ações educativas, palestras e eventos institucionais, uma vez que sua destinação para a corporação ainda é provisória – não existe até agora trânsito em julgado da sentença que decretou o confisco do bem, conforme determina o artigo 243 da Constituição Federal para bens apreendidos em decorrência do tráfico drogas. Entre outros eventos, o Challenger vai participar de um encontro entre ministros de Justiça e Segurança dos países do Mercosul, que acontece nesta semana em Foz do Iguaçu.

Dodge Challenger R/T apreendido vira viatura da Polícia Federal Dodge-12  Dodge Challenger R/T apreendido vira viatura da Polícia Federal Dodge-11


"A utilização do veículo pela autoridade policial certamente será promovida de modo a manter sua conservação, evitando-se a precoce deterioração em virtude da ociosidade e da sujeição dos bens às intempéries e outros desgastes derivados de sua estagnação em depósito”, diz trecho da decisão do juiz José Carlos Fabri, da 1ª Vara Federal de Umuarama.

Fonte: PRF
Compartilhar este artigo em:diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

Comentários

Nenhum comentário.

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum